fbpx
Pular para o conteúdo
Opção Dinheiro

PIS/Pasep: R$ 208 mi esquecidos poderão ser sacados a partir de 31 março

A partir desta quinta-feira (31), cerca de 320 mil funcionários podem sacar abonos salariais do PIS/Pasep de 2019. 

O Ministério do Trabalho e Previdência Social comunicou que o valor que deveria ter sido sacado entre julho de 2019 e junho de 2020 era de R$ 208 milhões disponíveis para beneficiários que não sacaram o valor naquele momento. Os valores esquecidos podem ser retirados após um pedido formal.

Veja também:  

Os trabalhadores com direito ao benefício podem se inscrever pessoalmente em uma unidade regional da Secretaria do Trabalho com documentos oficiais com foto. Caso opte por informatizar o formulário, deverá contactar-nos por email. (sigla estadual) @economia.gov.br. 

Por exemplo, para cidadãos residentes no estado do Rio de Janeiro, o e-mail seria: trabalho.rj@economia.gov.br Depois que o pedido for aceito, os beneficiários terão até 29 de dezembro para se retirar, segundo o ministério.

Se o trabalhador perder o prazo novamente, ele tem que esperar até o próximo ano para se candidatar novamente.

Condições para o recebimento do PIS/Pasep

Para receber o abono salarial de 2019, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos naquele ano, além de ter exercido atividade remunerada por meio de carteira assinada ou de cargo público por um período mínimo de 30 dias. 

Naquela época, o abono variava entre R$ 92 e R$ 1.100,00 dependendo do número de meses trabalhados no ano-base 2019. 

O Departamento do Trabalho oferece aconselhamento pelo telefone 158 ou pelo aplicativo Digital Work Card para os sistemas operacionais Android e iOS (Apple).