fbpx
Pular para o conteúdo
Opção Dinheiro

FGTS: veja como consultar e sacar valores da conta

Se você trabalha sob contrato regido pela Consolidação da Lei do Trabalho (CLT), pode ter algum dinheiro preso no fundo de compensação de verbas rescisórias (FGTS). 

Inicialmente, os saldos do FGTS podem ser utilizados no todo ou em parte pelos trabalhadores em caso de demissões, demissões e circunstâncias excepcionais, como doença grave ou compra de casa própria. 

No entanto, para impulsionar a economia do Brasil, o governo planeja emitir uma nova rodada de saques de até 1.000 reais de contas ativas ou inativas do FGTS.  A primeira vez que o executivo permitiu saques das contas do FGTS foi durante o governo Temer, em 2017. A segunda vez foi durante o governo Bolsonaro em junho de 2020. 

Veja também: 

Como é que isso funciona? 

No início de cada mês, os empregadores depositam um valor igual a 8% do salário de cada empregado em uma conta aberta na Caixa em nome dos empregados – não deduzido do salário do trabalhador. Seu FGTS é composto por esses valores de depósitos mensais e o valor atribuído aos funcionários. 

Embora o trabalhador não tenha sacado, o valor foi depositado na conta da Caixa Econômica Federal. O saldo da conta de garantia inclui o depósito mensal do empregador, acrescido de correção monetária e juros. Como consultar e sacar o saldo do FGTS A Caixa é notificada pelo empregador quando o contrato é rescindido. 

O trabalhador pode revogar o FGTS em até 5 dias úteis se a rescisão do contrato atender a uma das hipóteses de revogação previstas. 

No caso de rescisão do contrato por acordo entre o trabalhador e o empregador, o trabalhador deverá estar presente em qualquer agência da Caixa no 5º dia útil a contar da data da pena de demissão – Diretrizes de Recolhimento do FGTS – GRRF, pelo empregador. Então você pode sacar dinheiro.

 

Via site

No site da Caixa Econômica Federal, é possível consultar as informações do FGTS, após fazer um cadastro e criar uma senha. Para isso, é preciso saber seu número NIS/PIS. Ele pode ser encontrado no Cartão do Cidadão, na Carteira de Trabalho ou no extrato impresso do FGTS. Veja o passo a passo:

  • Informe o número do NIS/PIS e clique em “cadastrar senha”;
  • Leia o regulamento e clique em “aceito”;
  • Preencha seus dados pessoais;
  • Crie uma senha de até oito dígitos;
  • Após esse processo, faça o login para poder acessar as informações da sua conta.

Via aplicativo

Com a mesma senha criada acima é possível checar as informações no aplicativo do FGTS, disponível na App Store e no Google Play. Se preferir, o cadastro da senha também pode ser feito direto pelo aplicativo, seguindo esses passos:

  • Na tela inicial do app, clique em “Primeiro Acesso”;
  • Leia o contrato e aperte “aceitar”;
  • Informe o número do NIS (o seu número PIS/PASEP) e aperte “Continuar”;
  • Preencha o formulário e aperte “Próximo”;
  • Crie a senha e clique em cadastrar.

Via SMS e email

Também pelo celular é possível receber mensalmente, via SMS, informações sobre o saldo disponível e os depósitos feitos na sua conta do FGTS. Outra possibilidade é receber as informações por email. Neste caso, a mensagem eletrônica com o extrato passa a ser enviada mensalmente e substitui o extrato em papel, enviado a cada dois meses pelo correio.

O cadastro desses serviços pode ser feito pelo site ou pelo aplicativo, depois de criada a senha pessoal. Além disso, é possível atualizar o endereço residencial para receber o extrato em papel.