fbpx
Pular para o conteúdo
Opção Dinheiro

Empresa quer preservar Amazônia vendendo NFTs a R$ 242 mil

Empresa quer preservar Amazônia: uma empresa brasileira chamada Nemus quer usar a mania NFT para ajudar a proteger a floresta amazônica. Entrando no mercado ambiental, a empresa vende cartões com ilustrações da flora e fauna brasileiras e se comprometeu a preservar e proteger 410 quilômetros quadrados de terra na cidade de Pauini, na Amazonia. 

Veja também: 

As parcelas variam em tamanho de um quarto de hectare a 81 hectares da Amazônia. O menor NFT é vendido por US$ 150 (R$ 711) e o maior por US$ 51.000 (R$ 242.000). A empresa vendeu 10% da oferta inicial de moedas de 8.000 hectares em seu primeiro dia de operação, sexta-feira (25). 

Flavio de Meira Penna, fundador da Nemus, disse à Reuters que os proprietários dos NFTs não seriam os donos da terra em si, mas poderiam obter informações de imagens de satélite, bem como autorizações e outros documentos.

A empresa espera levantar até US$ 5 milhões (R$ 23,7 milhões) para comprar uma área de 2 milhões de hectares de terra já em negociação no município de Pauini.

Entenda o mercado de NFTs

Um NFT é um ativo digital que existe em um blockchain, um registro de transações mantidas em computadores em rede. O blockchain serve como uma espécie de livro-razão público, como na contabilidade, permitindo que qualquer pessoa verifique a autenticidade do NFT e quem o possui.

Ao contrário da maioria dos itens digitais que podem ser reproduzidos infinitamente, cada um deles possui uma assinatura digital exclusiva, o que significa que é único.

Todos os tipos de objetos digitais – imagens, vídeos, música, texto e até tweets – podem ser comprados e vendidos como NFTs. A arte digital tem tido algumas das vendas de maiores cifras e visibilidade, enquanto nos esportes, os torcedores e fãs podem coletar e negociar itens relacionados a um jogador, liga ou equipe em especial.

Negociados desde cerca de 2017, os NFTs cresceram em popularidade no início de 2021 e tiveram outro salto explosivo por volta de agosto. Os volumes de vendas subiram para US$ 10,7 bilhões no terceiro trimestre de 2021, de acordo com dados do rastreador de mercado DappRadar. Isso aumentou mais de oito vezes em relação ao trimestre anterior.